quinta-feira, 10 de março de 2011

Sacerdote “não é um patrão da fé”, destaca Bento XVI



O sacerdote não é um “administrador”, mas um homem escolhido por Deus para imitar Cristo, “alguém que sabe como Ele ser humilde, amar a humanidade, ter sensibilidade para com os pobres, sustentar com coragem a Igreja lá onde ela é ameaçada”. Foi o que salientou o Papa Bento XVI na manhã desta quinta-feira, 10, em seu encontro com os sacerdotes da Diocese de Roma.

Para o Pontífice, o sacerdote, antes de tudo “não é um patrão da fé” e não se pode ser padre em tempo parcial, mas sim com toda a alma e coração. “Este ser com Cristo e ser embaixador de Cristo, este ser para os outros é uma missão que penetra o nosso ser”, destacou o Papa.

Este serviço chama à humildade que, segundo o Santo Padre, não é exibição de “falsa modéstia”, mas amor pela vontade de Deus que justamente pela humildade do serviço pode ser anunciada na sua integridade, sem condicionamentos ou preferências, e sem “criar a ideia que o cristianismo é um pacote imenso de coisas a se aprender”.

O presbítero deve conduzir a sua “corrida” no mundo, sem jamais perder o vigor do início. Bento XVI alertou para que os sacerdotes não percam o zelo, a alegria de serem chamados pelo Senhor, deixando renovar sua juventude espiritual.

“Somente Deus pode fazer-nos sacerdotes, somente Deus pode escolher os seus sacerdotes e se somos escolhidos, somos escolhidos por Ele. Aqui aparece claramente o caráter sacramental do sacerdócio, que não é uma profissão que deve ser feita porque alguém deve administrar todas as coisas. É uma eleição feita pelo Espírito Santo”, esclarece o Bento XVI.

O Papa ressaltou também para que eles estejam atentos a particular vida espiritual, salientando que orar e meditar a Palavra de Deus não é perda de tempo para o cuidado das almas, mas é condição para que possam estar realmente em contato com o Deus e assim falar Dele aos outros.

“A verdade é mais forte que a mentira, o amor é mais forte que o ódio, Deus é mais forte que todas as forças adversas. E com esta alegria, com essa certeza interior, pegamos a nossa estrada nas consolações de Deus e nas perseguições do mundo”, concluiu o Santo Padre.

0 comentários:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget

Videos

Loading...

 
Design by Wordpress Theme | Bloggerized by Free Blogger Templates | coupon codes